Chancelaria aconselha adiar viagens ao Peru

As protestas que acontecem em várias cidades peruanas podem causar o bloqueio dos viajantes e o atraso da assistência aos cidadãos por parte das autoridades brasileiras, advertiu o Itamaraty.

Frente às dificuldades geradas pelas protestas antigovernamentais no Peru, a Chancelaria aconselhou aos cidadãos brasileiros adiar toda viagem não urgente ao país vizinho. O comunicado recomenda que “os cidadãos brasileiros considerem protelar temporariamente visitas ao Peru que não sejam urgentes ou indispensáveis”.

“As protestas sociais em diversas regiões turísticas do Peru provocaram bloqueios de rotas e contingências nos aeroportos, o que deu como resultado a retenção temporária de turistas brasileiros, que podem ter dificuldades para receber a assistência consular que a Embaixada tenta oferecer”, afirma o comunicado.

As protestas no Peru começaram após a destituição do presidente Pedro Castillo, quem dissolveu o Congresso nos primeiros dias de dezembro. Desde então, as manifestações têm causado bloqueios nas rotas e o fechamento de aeroportos, além de vários mortos em enfrentamentos com as forças de segurança.

Quanto aos cidadãos brasileiros que já estão no Peru, ou que manterão suas intenções de viagem, o Itamaraty recomendou que prestem atenção nos alertas que a Embaixada do Brasil em Lima emite para viajantes, que atualiza permanentemente sua página de Internet. A chancelaria instou a seguir as recomendações que são publicadas na página, “especialmente as que se referem aos cuidados que devem ser adotados em viagens ou deslocamentos por via terrestre”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Conoce Más Destinos Hoteles Actualidad Tendencias Y  más...

© 2022 Gráfica y Servicios Americanos S.A.S.
Todos los derechos reservados.
Oficinas: Calle 99 # 10-57 y Carrera 12 # 79 -08
Oficina 604PBX (57) 601 300 18 38 | Bogotá – Colombia