Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views :

Agências de viagens brasileiras à procura do turista chinês

O Ministério de Turismo do Brasil abriu uma convocação para que as agências de viagens se credenciem para a recepção de turistas chineses no país. O processo de seleção faz parte de um acordo assinado entre os governos do Brasil e da China, através de um memorando de entendimento, denominado Status de Destino Aprovado (ADS).

Os interessados terão até 30 de novembro para completarem sua participação e o resultado será informado em 5 de dezembro, no Diário Oficial (DOU). Para concorrerem, as agências devem estar cadastradas no Registro Nacional do MTur, que reúne as pessoas físicas e jurídicas que se desempenham no setor turístico (Cadastur). No Brasil, o Ministério de Turismo é o único organismo responsável desta seleção, que já recebeu 430 credenciamentos de empresas.

Segundo a Organização Mundial do Turismo (OMT), até o ano 2019, o viajante chinês é o que mais viajava pelo planeta, eram ao redor de 135 milhões de viajantes por ano. Também é a nação que mais gasta com viagens: ao redor de 250 bilhões de dólares. Assim, a iniciativa representa uma ação a mais com o objetivo de reforçar a atração desses viajantes ao território brasileiro.

Em setembro de 2017, a China assinou um acordo de facilitação de vistos com o Brasil. O acordo definiu um período de vigência de cinco anos para as permissões de turismo, permitindo múltiplas entradas e um período de estadia de 90 dias, prorrogável por até outros 90, cada 12 meses. Antes do acordo, cujas regras entraram em vigor em 1° de outubro do ano passado, o visto geralmente era aceito por três meses.

Em maio de 2018, o governo brasileiro e a China Travel Service, o maior operador turístico do país, fizeram uma associação sem precedentes para estruturar itinerários personalizados, que ampliam a presença de asiáticos no Brasil.

Este ano, o Brasil e a China reforçaram seu compromisso com o fortalecimento do turismo, através da Sessão Plenária da Comissão de Alto Nível para o Diálogo e a Cooperação Sino-Brasileira (Cosban), realizada em maio entre os vice-presidentes dos países. A Cosban é o principal mecanismo bilateral entre o Brasil e a China.

  • Facebook
  • Twitter
This div height required for enabling the sticky sidebar