Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views :

SeaWorld traz novidades, tecnologia e vanguarda

A gerente de Vendas para a América Latina do SeaWorld Parks & Entertainment, Diana Sosa, analisa a temporada 2023 e antecipa as novidades que apresentarão os parques temáticos da companhia.

Quais são as últimas novidades da companhia?

Todos os dias podemos dizer que demos um passo para frente em tecnologia de ponta e inovação. Sempre há uma atração nova. Como notícia espetacular, estamos abrindo o SeaWorld Abu Dabi em 2023 junto com a companhia Miral, que é líder em destinos e experiências imersivas, em colaboração com o Seaworld Parks Entertainment. Será um parque marinho de última geração, em cinco andares e 183.000 m².

Novas atrações?

Temos três novas atrações nos parques: Ice Breaker no SeaWorld Orlando, uma montanha russa de lançamentos multidirecionais; um tobogã de dupla concorrência em Aquatica; e Iron Gwazi em Busch Gardens, a montanha russa mais alta da América do Norte e a mais empinada do mundo. Para 2023 estamos planejando mais duas aberturas de montanhas russas: uma no SeaWorld San Diego, que vai estar inspirada na zona do Pacífico; e outra é uma atração extrema que vai abrir em Busch Gardens.

Qual é a importância do mercado latino?

Da América Latina, o maior mercado por seu tamanho sempre foi o Brasil, mas, em segundo lugar está a Argentina. Também está muito bem o Uruguai com as meninas que fazem quinze anos. Para 2024 está planejado ir várias vezes à Argentina e continuar apostando neste mercado, dado que todos os anos o grupo está abrindo atrações novas.

Qual é o compromisso da companhia com a preservação?

O importante de nosso produto é que somos uma companhia de entretenimento, mas, com um propósito. Resgatamos mais de 40 mil animais desde 1965, quando abrimos. É uma média de dois animais por dia. Adicionalmente, investimos mais de 19 milhões de dólares em mais de 1.391 projetos de conservação, dos quais 541 somente são marinhos.

Atualmente, estamos construindo uma piscina no SeaWorld Orlando com 775.000 litros de água para poder atender mais de 60 peixes-boi ao mesmo tempo, porque estão entrando dez machucados por dia. Os animais são resgatados e curados para depois serem devolvidos ao seu meio natural.

Os projetos são de todos os continentes. Estamos trabalhando em Camboja com elefantes, na Colômbia com macacos titi, no Equador com araras.

Por cada tíquete que se compra, um dólar vai para a Fundação de Conservação do SeaWorld e Busch Gardens.

  • Facebook
  • Twitter
This div height required for enabling the sticky sidebar